INVESTIMENTOS

Para você que está ingressando agora no mundo dos investimentos e está inseguro, além das dúvidas sobre como investir no mercado de ações, fique tranqüilo, pois não é tão complicado assim!
Com algumas orientações e com ajuda de um profissional competente logo irá se adaptando a este fantástico mercado financeiro.
Neste artigo vamos explicar em síntese o que precisa saber, para que se encoraje nos seus primeiros passos.

Relembrando o que são as ações

Uma ação é uma parcela de alguma empresa específica, que adquirindo você estará se tornando “sócio”, e assim passa a ter direitos, que também incluem participar dos lucros da empresa.
Quanto mais à empresa progredir, mais você será beneficiado, podemos dizer que você é “dono da ação”?

1

Em quatro situações você vai aprender a investir em ações:

1. Fundos de Investimentos como primeira opção

Nesta modalidade você irá comprar as cotas de uma carteira previamente montada por um profissional que será o gestor principal e você estará sujeito as decisões deste gestor, de investir ou não em determinada ação. Evidentemente que o gestor também terá que cumprir regras.
Essa é uma ótima opção para quem está começando no mercado de ações e deseja aplicar suas economias. É importante que você saiba que:
• As vantagens são:

 É interessante para quem tem pouco dinheiro para investir;
 Os custos são diluídos entre todos que compõe o grupo gerenciado por este gestor;
• Não há uma desvantagem significante, a única exceção é que você não escolhe os ativos, mas isso muitas vezes é benéfico, pois a experiência é uma condição relevante para você se dar bem investindo em ações.

2. Os clubes de investimento ou pequenos condomínios

Como o próprio nome já diz, são pessoas físicas que formam um grupo, que com objetivo comum de comprar ações. O procedimento é semelhante ao fundo de ações e sempre é muito bom, porque a divisão das despesas também é diluída entre todos.
E você poderá investir considerando o seguinte:
• Quantidade de participantes de 3 a 50;
• E a composição da cota deverá ser de 67% em ações; bônus de subscrição, debêntures conversíveis em ações de emissão de companhias abertas, recibos de subscrição, cotas de fundos de índices de ações negociados em mercado organizado e certificados de depósitos de ações.
• E nenhum cotista deverá ter mais de 40% de cotas sozinho.
É muito vantajoso para quem possui menos de R$10.000,00 e a diluição dos custos é outro atrativo interessante e como nos fundos de investimento o gerenciamento é feito pelo administrador eleito em Assembléia.

 

2

3. ETFs – (Exchange Traded Funds)

Calma, não precisa se assustar com este nome, que de fato é um pouco estranho, mas saiba que os ETFs, são fundos muito semelhantes às ações e também negociados na Bolsa de Valores.
Você já deve ter ouvido falar em uma cesta de ações, esses são o ETFs, que além do um ativo, entram, às vezes mais de 60 ações compradas com a mesma ordem.
Pode ser bem interessante, pois:
• Vantagens: Pois a rentabilidade é maior que outros fundos;

• Desvantagens: não é indicado para baixas quantias, pois o custo mensal é variável, quanto maior o investimento menor sua incidência.

4 . Montar uma Carteira de Ações

Agora quero chamar sua atenção para o seguinte:
Montar uma carteira de ações que tenha bons rendimentos vai exigir sim ajuda de um bom profissional, por que:
• Precisa ter rentabilidade acima do mercado;
• Mais cuidado ainda se tem pouco dinheiro para investir;
• Os custos são grandes e podem não compensar o rendimento;
• Os dividendos são pequenos e poderá encontrar problema para reinvestir;
• Sempre pense em retorno em longo prazo.

3

Essas são algumas considerações básicas para que você se familiarize com as linguagens de investidor.
Parece complicado? Sim no início é vital que você se dedique em entender todos os procedimentos para investir com o menor risco possível, e principalmente com quanto você poderá começar a investir, por isso, leia nosso próximo artigo, que abordará este assunto.

 

O que são títulos públicos?

Os títulos públicos são emitidos pelo governo federal, que tem como objetivo juntar dinheiro para pagar e financiar suas atividades, como educação, saúde e infraestrutura.

Assim, quando uma pessoa compra um título público, está emprestando dinheiro ao governo. O órgão responsável pela emissão dos títulos é a Secretaria do Tesouro Nacional.

Como investir

As pessoas podem comprar títulos de duas maneiras. A primeira delas é participando de um fundo que invista neles. Nesse caso, a compra dos títulos é realizada por um administrador profissional.

A segunda forma é comprar diretamente na Secretaria do Tesouro, pela Internet, por meio de um serviço chamado Tesouro Direto .

Para realizar essa compra direta, a pessoa precisa ter CPF (Cadastro de Pessoa Física) e estar cadastrada em um banco ou corretora habilitados a operar o Tesouro Direto. Esses operadores habilitados são chamados agentes de custódia.

O cadastro em um banco ou corretora também é necessário para quem investe por meio de um fundo.

Nele, deve ser informado nome, profissão, endereço e entregues cópias do RG, CPF e comprovante de residência do investidor.

Assim, a corretora abre uma conta desse investidor na BM&FBovespa. Cada instituição determina qual a quantia mínima para a abertura da conta.

A lista destas entidades é encontrada neste link http://zip.net/byrryW.

Para quem opta pela compra direta, depois de feita a inscrição em um destes bancos ou corretoras, o investidor recebe uma senha para ter acesso à operação pela Internet.

A negociação é feita no site do Tesouro Direto (link: http://zip.net/bqrs5J).

Os títulos públicos podem ser prefixados (nesse caso, o rendimento é definido no momento em que é feito o investimento) ou pós-fixados (isso significa que a rentabilidade está associada a algum índice, como o IPCA ou a taxa Selic, por exemplo).

Quando comprados, os títulos têm um prazo de vencimento, que significa o dia em que o governo pagará ao investidor o dinheiro que ele investiu.

O investidor também pode negociar os títulos antes dessa data, mas receberá o valor de mercado do título naquele momento, que pode ser maior ou menor que o estipulado para o vencimento.

No caso dos títulos, o dinheiro é depositado ou retirado na conta do investidor no dia seguinte ao da ordem de venda ou compra.

Qual o grau de risco desse investimento?

Os títulos são investimentos de baixo risco, pois o governo é o credor. Mas, se o investidor vender seus títulos antes da data de vencimento, o ganho ou a perda estará sujeito ao valor de mercado do título naquele momento.

Na renda fixa, a regra de rentabilidade é sempre definida no momento do investimento. Uma das principais características dos títulos prefixados é que o investidor sabe exatamente a rentabilidade que irá receber se mantiver o título até a data de vencimento. São mais indicados em momento de queda da taxa de juros.

Já os títulos pós-fixados têm sua rentabilidade relacionada a um indexador que varia ao longo do tempo. Assim, a rentabilidade da aplicação é composta pela variação de um indexador (IPCA ou Selic) e mais uma taxa de juros prefixada.

Essa característica de ter um indexador que varia conforme a variação da inflação (IPCA) ou da taxa de juros básica da economia (Selic) diminui o risco desses títulos, visto que o investidor fica protegido da inflação ou da variação da taxa de juros.

No site do Tesouro Direto há um questionário para ajudar o investidor a escolher qual é o título mais adequado aos seus objetivos (link: http://zip.net/byrRxZ).

Taxas

As operações com títulos públicos estão sujeitas ao pagamento de taxas. Verifique isso antes de escolher sua aplicação.

As taxas cobradas no Tesouro Direto são diferentes das taxas cobradas pelos fundos. As taxas cobradas no Tesouro Direto são:

Taxa de custódia: é uma taxa de 0,3% ao ano sobre o valor dos títulos, cobrada pela BM&FBovespa, referente aos serviços de guarda dos títulos e às informações e movimentações dos saldos.

Esta taxa é cobrada semestralmente, no primeiro dia útil de janeiro ou de julho, ou na ocorrência de um evento de custódia (pagamento de juros, venda ou vencimento do título), o que ocorrer primeiro. A taxa é cobrada proporcionalmente ao período em que o investidor mantiver o título.

Taxa de serviços: Bancos e corretoras também podem cobrar taxas de serviços livremente acordadas com os investidores. Há instituições que não cobram nenhuma taxa, enquanto outras cobram a cada operação realizada. As taxas cobradas pelas instituições estão disponíveis para consulta no site do Tesouro Direto (link http://zip.net/byrryW). O investidor deve confirmá-las no momento da contratação.

Imposto de Renda

Há incidência de Imposto de Renda em função do prazo da aplicação (quanto mais tempo o dinheiro fica investido, menor será a alíquota cobrada).

Veja a tabela:

  • Até 180 dias: 22,5%
  • De 181 a 360 dias: 20%
  • De 361 a 720 dias: 17,5%
  • Acima de 720 dias: 15%

Se o dinheiro ficar investido por um prazo inferior a 30 dias, haverá também cobrança de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

Qual o valor mínimo para investir?

A quantidade mínima de compra é a fração de 0,01 título, ou seja, 1% do valor de um título, desde que respeitado o valor mínimo de R$ 30,00.

O valor máximo para aplicação é R$ 1 milhão por mês.

Não há limite financeiro para venda.

 

Fonte : http://economia.uol.com.br/financas-pessoais/guias-financeiros/guia-como-aplicar-dinheiro-no-tesouro-direto.htm

 

Através dos anos os analistas têm realizados diversos estudos sobre os gráficos e suas formações. Dessa forma, foram identificados e classificados padrões que surgem repetidamente ao longo do tempo. A explicação para a existência de padrões está relacionada ao fato de compradores e vendedores agirem de acordo com suas crenças e impulsos, tomando decisões de acordo com o momento. Acontece que no mercado as circunstâncias estão sempre se repetindo, levando as forças de oferta e procura representadas pelos investidores a repetirem suas decisões.

 

  • Ombro-Cabeça-Ombro (OCO)
  • Triângulos
  • Topos e Fundos Duplos e Triplos
  • Retângulos
  • Bandeiras e Flâmulas

 

 

Saiba qual é o segredo do sucesso para controlar as suas emoções enquanto negocia os principais pares de divisas. Prepare a sua mente e use uma estratégia rentável para ganhar.

 

Não interessa se está no mercado forex há 1 semana, mês ou mais de 1 ano este fator é uma das principais caraterísticas de qualquer investidor. A psicologia é uma das caraterísticas que pode fazer com que um trader seja rentável ou não tenha jeito para investir neste mercado financeiro com bastante liquidez. Você pode abrir e fechar posições no momento certo e até ter resultados espetaculares com uma conta demo, mas assim que começar a negociar com dinheiro real, mesmo com posições pequenas, o mais certo é que coloque a sua conta a zeros. Se esse é o caso consigo, então é tempo de examinar a sua psicologia de trading de forma a melhorar como lida com as suas posições abertas.

 

Para mudar a maneira como negociar e ganha dinheiro no mundo forex, se a psicologia de trading é um dos seus principais problemas, então recomendamos que siga as dicas seguintes:

 

  • Pense em PIPs – O montante em pips que está disposto a arriscar vai continuar exatamente o mesmo, independentemente do tamanho da sua conta. Isto é uma barreira bastante importante em termos psicológicos. No início da sua experiência neste mercado financeiro você vai estar certamente concentrado em quanto dinheiro está a arriscar e quanto vai ganhar. Mas, à medida que aumenta o seu sucesso, o tamanho das suas posições vai aumentar. Com isto, você vai começar a fazer erros de principiantes, mesmo que nunca tenha cometido esses mesmos erros. E se você começou só agora a investir é ainda pior.

 

  • Torne-se num robot – Embora os robots forex sejam mais rentáveis que os seus criadores, a ideia de ter um estilo de trading robótico pode ajudar-lhe bastante. Quanto mais se desligar do seu trading, melhores resultados conseguirá. O seu ego é muitas vezes a única coisa entre você e a sua conta. Se você está a fechar posições com poucos ganhos, então é melhor examinar o que correu mal, pois pode ter sido porque saiu cedo ou o seu stop loss estava na zona errada.

 

  • Menos é mais – Nós sabemos que poderá estar a pensar que isto é uma contradição. Mas na realidade não é. Depois de tudo, se você consegue abrir mais posições vencedoras, certamente irá ganhar mais dinheiro? Isso pode ser verdade se cada posição tiver a probabilidade de ser vencedora. Mas, se voltar atrás e examinar as suas posições mais recentes, existe a chance de que tenha fechado alguma posição antes do tempo, ou talvez você tenha aberta uma posição quando o mercado simplesmente mudou de tendência. Por isso, seja disciplinado e aprenda a abrir menos posições – abra apenas as posições que cumprem as suas regras.

 

Em vez de perder tempo a tentar ser um guru em três ou mais pares de divisas, tente não perder muito tempo e passe apenas para dois ou um par de divisas. Nos primeiros dias você vai precisar de seguir esta estratégia à risca, mas ao longo do tempo verá como estas dicas foram importantes não só para aumentar os seus ganhos, mas também para melhorar a sua autoconfiança.

 

O mercado cambial, ou FOREX é o maior mercado mundial em termos de dinheiro movimentado diariamente, com mais de 5 triliões de dólares transacionados diariamente. Para se ter uma ideia da dimensão das transações diárias, podemos comparar com o mercado Bolsista americano que negocia cerca de 60 Biliões de USD contra os mais de 5 Triliões no FOREX.

É um mercado que trabalha em contínuo, 24 horas por dia, entre as 22h00 GTM de Domingo e as 22 GTM de Sexta. Assim permite um maior volume e mais tempo para realização de operações o que aumenta o volume global e ajuda a que se consiga ter mais operações, e logo mais lucro.

Desde 2004 que o mercado de Forex registou crescimentos exponenciais, pelo aparecimento dos Brokers de Forex (Corretoras) Online, e pelo desenvolvimento de uma plataforma com o nome de MT4 que revolucionou a forma de trading, oferecendo aos clientes uma forma prática, simples e compreensível. A Meta Trader 4 é hoje em dia usada por uma grande parte das Corretoras de Forex e está disponível para Android e IOS. Hoje, desde que tenhamos um acesso à Internet podemos estar ligados ao mercado e a negociar em qualquer parte e a qualquer hora na nossa conta FOREX. A plataforma MT4 é grátis e muito leve.

Como se Opera em FOREX?

A operação Forex envolve a compra de uma moeda e a simultânea venda de outra, ou seja, as moedas são negociadas em PARES, por exemplo: o Euro e o Dólar (EUR/USD). O investidor não compra dólares ou euros, fisicamente, mas uma relação monetária de troca entre eles.
Assim, quando alguém faz uma operação nesse mercado, não está comprando uma determinada divisa, mas um determinado PAR, uma taxa de câmbio entre as duas moedas. Com a flutuação das taxas e do valor relativo entre as moedas, podem ser estruturadas diferentes estratégias de investimento, que podem resultar em lucros ou em prejuízos.
Normalmente, as cotações das moedas não variam drasticamente em curto espaço de tempo, o que deve gerar dúvidas a respeito da veracidade das promessas de alta rentabilidade que muitas vezes acompanham as ofertas de investimento no FOREX.

 

Mas então como é possível ter-se lucros elevados neste mercado?

A resposta está na utilização de “margem” para operar, mecanismo que permite negociar um volume maior de dinheiro aplicando apenas uma parte. Como a operação é liquidada apenas pela diferença entre as valorizações de diferentes moedas, não é necessário que o investidor tenha disponível todo o montante de recursos envolvido na operação. O FOREX permite que seja depositada, efetivamente, apenas uma “margem” para cobrir as variações diárias dos pares de moedas.
A margem dá ao investidor maior poder para operar, podendo, assim, realizar operações de grande vulto. Na maioria das Corretoras ou Brokers, a margem é de 100:1,podendo ir até 500:1, permitindo ao investidor / trader fazer uma operação com o valor de referência de 100 mil dólares, para o exemplo de 100:1, depositando apenas 1.000 dólares.

Essa estrutura permite realizar maiores LUCROS, MAS TAMBÉM ACABA POSSIBILITANDO MAIORES PERDAS. A lógica é a mesma, aliás, pois como o valor que se pode negociar com um determinado investimento é multiplicado, assim são também os resultados, positivos e negativos. Neste sentido o ideal é o de trabalhar sempre usando apenas uma pequena parte da margem disponível para caso haja uma mudança de mercado não ocorrer perdas elevadas.

Vejamos um exemplo de uma operação de FOREX com alavancagem (margem).

No exemplo anterior, se o investidor tivesse comprado euros (1,0500), efetivamente, e depois vendido (1,0550) quando se valorizaram, teria obtido um retorno modesto (menos de 0,5%, ou seja, US$ 400 em US$ 105 mil). Além disso, teria sido necessário desembolsar US$ 105.000, valor fora do alcance da grande maioria dos investidores individuais. No entanto, graças à possibilidade de operar em margem, o investidor pode ter desembolsado muito menos. Se a margem exigida for de 0,5%, ou uma relação de 200:1, no exemplo acima a operação
de aproximadamente US$ 100 mil poderia ter sido realizada com o depósito de apenas US$ 500.
Assim, se fosse necessário investir todo o valor principal na compra das moedas, e considerando a variação entre elas, o resultado bruto no exemplo do quadro acima seria inferior a 0,5%. Porém, se o investidor conseguiu comprar o lote EUR/USD com apenas US$ 500, o resultado alcançado representaria um retorno bruto de 80%, no mesmo período. MAS A PERDA TAMBÉM PODERIA TER SIDO DE 80%. Ou seja, se a previsão de valorização do EURO não se concretizasse, a margem de US$ 500 seria reduzida a US$ 100, com uma perda de US$ 400.

Veja um video explicativo sobre o mercado Forex

 

O mercado FOREX, tem efetivamente potencial de valorização elevado devido a esta alavancagem (margem), mas deverá ter sempre em atenção de que é preferível negociar lotes pequenos (micro lotes ou mini lotes), e desta forma ter menos lucros, mas desta forma diminuir consideravelmente o risco associado à sua conta.

Em alternativa, a grande maioria dos Brokers oferecem serviços de gestão de contas, em que apenas paga uma percentagem sobre os lucros gerados na sua conta.

Para quem não tem interesse nem tempo para aprender a negociar em FOREX, deixar a gestão ser feita por um profissional acaba por ser uma excelente solução, pois apenas paga quando ele apresenta resultados. Na prática não é você que paga, mas os lucros gerados por ele que lhe pagam pelo trabalho e desta forma consegue-se ter resultados interessantes, normalmente muito acima do que é oferecido pelos depósitos a prazo e outros investimentos mais tradicionais.

 

 

 

 

 

 

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
JÁ VAI SAIR ? =(

DEIXE SEU E-MAIL CONOSCO

Fique por dentro de todos nossos posts,você vai ser o primeiro a ser avisado sobre novidades =)