O ombro-cabeça-ombro é um dos mais importantes padrões de reversão de tendência. Vamos utilizar a figura abaixo para analisar sua formação e seus componentes.

O padrão lembra, de fato, os ombros e cabeça de uma pessoa. O mercado forma um primeiro topo (ombro) e retorna a linha base que será chamada de linha de pescoço. Desse ponto, uma alta acontece superando o topo anterior e formando a cabeça, até esse momento o mercado sugere a continuação da alta. Os preços, a partir da cabeça, retornam uma vez mais até a linha de pescoço e voltam a subir, dando origem ao segundo ombro com tamanho muito semelhante ao primeiro. Está formado o OCO.

 

O volume costuma decrescer conforme o padrão vai sendo construído, elevando-se rapidamente no corte da linha de pescoço.

 

Negociando com o OCO

 

Os OCOs indicam reversão de tendência. O padrão da figura acima, é um OCO de baixa, mas também existem OCOs de alta como na figura abaixo.

Uma das características mais interessantes do padrão cabeça e ombros é o alvo de preços que a formação sugere. Mede-se a altura da cabeça até a linha de pescoço e projeta-se essa mesma altura a partir da linha de pescoço na direção de rompimento. A linha vermelha na figura acima, mostra até onde o OCO sugere que os preços subam.

 

No exemplo a seguir temos um gráfico em nível diário do índice Bovespa mostrando um OCO de queda. Note que a linha pontilhada vermelha indica o alvo dos preços.

 

Fonte : http://www.nelogica.com.br/conhecimento/tutoriais/introtec/ombro-cabeza-ombro

 

http://universidadetrader.com.br/wp-content/uploads/2016/12/post-1.png

Share this post on: